Poupando com o coworking

09/12/15 11:29
 
Imprimir esta pagina
Texto 
Poupando com o coworking

Nos dias atuais, o formato de coworking para as empresas representa uma alternativa viável e que pode ajudar empreendedores a economizarem. Este tipo de trabalho, que consiste em um compartilhamento de espaço e recursos de um escritório, facilita os profissionais com a disponibilidade de uma infraestrutura que prioriza qualidade e redução de gastos. 

De acordo com o sócio da Place2Work, Paulo Hoffmann, os custos podem ser poupados a começar pelo aluguel. “Existem escritórios que chegam a cobrar em média R$ 15 mil mensais. Fora isso, ainda há gastos de energia elétrica, água, gás, telefone, entre outros. No coworking, os valores são muito menores. A estrutura já está lá, além de linha telefônica, recepção, entre outros”, explica. 

Outra vantagem para o profissional autônomo ou empresário que decide utilizar o modelo de coworking é o fato de ter menos preocupações no dia a dia. Apesar de muitos empresários ainda não conhecerem muito sobre esse formato, Hoffmann afirma que para aqueles que conhecem, a visão é bastante positiva. 

“É um mercado promissor e que vai crescer muito. Vivemos em um período no qual novas formas de trabalhar estão sendo adotadas pelas pessoas. O coworking é uma delas, pois visa em uma coletividade funcional. 

O INÍCIO DA PARCERIA 

O modelo de coworking, apesar de ser mais comum em pequenas empresas, também está virando tendência entre grandes corporações. 

De acordo com a revista inglesa Deskmag, há 300 mil pessoas trabalhando em espaços colaborativos e 6.000 mil escritórios dedicados ao formato pelo mundo. Só o Brasil já contabiliza 238 empresas, sendo que os primeiros escritórios brasileiros foram abertos em 2007. 

E para quem quer arriscar neste tipo de serviço, visando economia e praticidade, basta experimentar o formato, sem receio de arriscar. 

”Para o empreendedor que quer tentar ingressar em um coworking, uma dica: não precisa ter medo algum. Na minha empresa, por exemplo, fazemos um dia de teste para que a pessoa tenha uma ideia de como será o dia a dia se vier a trabalhar em coworking. E os resultados são sempre muito gratificantes, pois podemos contar com a sinergia de outras empresas instaladas no local”, conclui o sócio da Place2Work, Paulo Hoffmann.



Envie seu comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ticket e Gestão. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.




Contador de páginas