Declaração de Imposto de Renda para PMEs

26/03/15 09:44
 
Imprimir esta pagina
Texto 
Declaração de Imposto de Renda para PMEs

Empresários, vocês já começaram a pensar na declaração do Imposto de Renda? O prazo máximo para este ano é 30 de abril e todos os empresários devem estar atentos já que a Receita Federal anunciou a criação da malha fina para Pessoa Jurídica, com foco em pequenas e médias empresas. 

Cerca de 26 mil contribuintes apresentam inconsistência nas declarações e já estão recebendo notificações do Fisco para corrigir os dados antes de passarem por um processo de autuação. 

Neste sentido, é extremante importante que as PMEs prestem atenção e declarem corretamente o imposto de renda para evitar as multas. De acordo com Vitor Torres, CEO do Contabilizei, a declaração do imposto de renda pode ser bastante simples para os empreendedores. 

Para entender quem deve apresentar a declaração de imposto de renda em 2015, é preciso saber se a renda foi igual ou maior do que R$ 26.816,55 no ano, como retirada de pró-labore; quem obteve recebimento de capital sob alienação de bens, direitos, posse de terrenos e/ou imóveis com valor superior a R$ 300.000,00; quem teve rendimentos isentos de tributação acima de R$ 40.000,00 no ano; e quem teve retenção de IR durante o ano, mesmo estando abaixo do valor indicado, pode declarar para restituir se possível. 

Torres explica que uma das dúvidas mais comuns é em relação aos documentos e informações que devem ser consideradas. “Para declarar o imposto de renda, é aconselhável que você esteja com os seguintes documentos em mãos: informe de Rendimentos para quem é sócio de empresa, provavelmente retirou Pró-Labore e/ou a distribuição de lucros da empresa durante o ano de 2014. E o documento gerado após a entrega da DIRF da empresa, que deve ser entregue pelo contador”, conta. 

É claro que muitos empreendedores mais experientes prestam suas contas facilmente, pois se acostumaram com a rotina. No entanto, novos empresários e mesmo aqueles que não conseguem entender o sistema da Receita Federal ainda têm muitas dúvidas para declarar o IRPJ corretamente. 

Neste sentido, Torres elencou um guia com cinco dicas para auxiliar os empreendedores nessa saga, informando os dados corretamente para não cair na malha fina e ter o seu IRPJ retido para maiores verificações por parte da Receita Federal. Para baixar os programas para a Declaração do Imposto de Renda, acesse (http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/IRPF/2015/declaracao/download-programas.htm).

Todo mundo deve declarar
Recomendo que você faça a declaração de imposto de renda mesmo que esteja dispensado, assim, além de criar um histórico de receita e bens, poderá utilizar para comprovar seus rendimentos.

Informe para a Receita
Vale a pena lembrar apenas que o pequeno ou médio empreendedor deve informar para a Receita Federal tudo que consta no Informe de Rendimentos - documento gerado pela contabilidade após a transmissão da DIRF - e não esquecer de declarar no itens Bens e Direitos a sua participação no capital social.

Fuja da Malha Fina
Em primeiro lugar, deve-se ter um comprometimento com a verdade e declarar corretamente todos os itens solicitados no programa de Declaração de Imposto de Renda. Em segundo lugar, não entenda cair em malha fina como um problema, mas como um ato civil a ser cumprido. Caso esteja tudo certo com sua declaração, essa informação será importante para encontrar o problema de outra, que estava de alguma forma conectada a sua, por isso o nome malha, porque ao ligar os pontos - pessoas - cria-se uma malha e uma declaração errada pode incluir diversas corretas na verificação. Assim, mesmo que sua declaração esteja correta, com todos os dados conferidos, a Receita poderá te chamar para apresentar os documentos que embasaram a declaração. 

Caí na malha fina, e agora? 
O primeiro passo é ir até a Receita Federal para que lhe seja explicado o motivo. Quem tiver o número do recibo das duas últimas declarações anteriores pode gerar um código de acesso e entrar pelo e-CAC para descobrir o motivo antecipadamente e muitas vezes arrumar online o problema. Antes de assustar-se, vale a pena dar um pulo na unidade da Receita Federal mais próxima, pois a maioria dos nossos problemas não existem, somos nós que criamos.

Declare antes do prazo
Aconselho fortemente você não deixar para o último dia, pois o sistema de Receita Federal fica sobrecarregado e a transmissão da declaração de imposto de renda pode falhar.



Envie seu comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Ticket e Gestão. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.




Contador de páginas